• Grasiela Lima

Sua empresa está realmente protegida contra vulnerabilidades online?

Descubra como proteger os dados da sua empresa de forma eficiente com AWS WAF e FortiWeb

Compras, transações, comunicações, aprendizados, negócios e documentações - estamos conectados o tempo todo. A maior parte dos serviços e produtos que utilizamos atualmente está no meio digital. E se ainda não estão, é só uma questão de tempo.


E não seria diferente no caso das empresas: a migração de sistemas para plataformas em nuvens se tornou tendência e uma necessidade para as organizações. Essa transformação tecnológica foi bem rápida, facilitou uma série de processos e trouxe inúmeras evoluções. Mas também gerou diversas preocupações com a segurança digital.


Explorando vulnerabilidades:

Com o crescente aumento dos ataques ransomwares, golpes, roubo de dados e outros diversos tipos de ciberataques, a segurança digital se tornou algo ainda mais prioritário. Especialmente por causa do grande impacto negativo e prejuízos que pode provocar aos negócios.


Os números são impressionantes: de acordo com os dados globais da FortiGuard Labs, somente em 2021 foram detectadas aproximadamente 150 mil ameaças por semana, com uma variedade de cepas de ransomware novas e já conhecidas, que muitas vezes deixaram um rastro de destruição. Os ataques de extorsão dupla (onde os cibercriminosos roubam dados e usam a ameaça de vazá-los como alavancagem para extorquir resgates) tornaram-se norma, e não apenas mais uma “modalidade” de crimes digitais. E a maioria deles visa sistemas com vulnerabilidades conhecidas, que já deveriam terem sido corrigidas.


Os recursos de TI se espalharam à medida que as redes se tornaram cada vez mais complexas. Assim, os recursos limitados concentraram-se na expansão das capacidades da rede, o que hoje geralmente significa gerenciar projetos de nuvem e aplicativos. Isso, por sua vez, fez com que as equipes de TI tirassem os olhos das práticas fundamentais de segurança, incluindo a manutenção básica.


Os cibercriminosos exploram dessa forma uma ampla gama de vulnerabilidades potenciais. E direcionam os seus ataques de forma multifacetada, direcionando-o a vulnerabilidades mais antigas e conhecidas, que as equipes de TI simplesmente não têm tempo para resolver.


E cada vez que um recurso novo é implantado, que recursos existentes são atualizados ou novas APIs da Web são lançadas, a superfície de ataque evolui e abre espaço para mais ataques. Por isso, as organizações precisam de uma solução que acompanhe essas mudanças.


Solução: AWS WAF + FortiWeb

Sejam aplicativos da web hospedados em nuvem pública, aplicativos empresariais críticos, APIs e dispositivos com machine learning - todos podem se beneficiar da integração entre AWS e FortiWeb.


O AWS WAF é um firewall de aplicações web que ajuda a proteger suas aplicações web ou APIs contra bots e exploits comuns, que podem afetar a disponibilidade, comprometer a segurança ou consumir recursos em excesso.


Já o FortiWeb é um Web Application Firewall, que protege os aplicativos web vitais para os seus negócios contra ataques direcionados a vulnerabilidades conhecidas e desconhecidas. Oferece desempenho, alta capacidade de gerenciamento e recursos de proteção abrangentes, para proteger os aplicativos da web atuais e ainda pode ser integrado aos mais modernos ambientes de nuvem.


Atuando em conjunto, a junção AWS WAF + FortiWeb possibilita o bloqueio de ameaças conhecidas e de dia zero aos aplicativos sem bloquear usuários legítimos e sem a sobrecarga de gerenciamento excessiva que o aprendizado de aplicativos tradicional exige.


Além disso, bloqueia padrões de ataque comuns, como injeção de SQL ou cross-site scripting. E ainda protege contra as 10 principais ameaças do OWASP, que consomem recursos em excesso, distorcem métricas ou podem causar um tempo de inatividade no seu negócio.


Quer saber mais sobre todas as vantagens dessa solução?

Entre em contato com nossa equipe e saiba mais sobre a solução ideal para a sua segurança digital.

28 visualizações0 comentário